Cursos & Treinamentos de Light Steel Frame
Saiba+ Ligue: +55 11 4721-3749 | 9 6241-5555

Light Steel Frame: uma revolução silenciosa no setor da construção civil

O Light Steel Framing  avança em diversos países e tem se mostrado como uma das melhores alternativas para a construção civil atual por se alinhar às necessidades deste século: prazos curtos, eficiência produtiva, redução de impacto ambiental, mão de obra qualificada e economia.  Mas o que é Light Steel Frame? é caro,  é seguro? Estas ainda  são as dúvidas do consumidor final, pois tudo o que é novo, causa resistência.
Para quem não conhece, o sistema é composto por perfis leves de aço galvanizado, que podem ser fechados por placas cimentícias, por painéis de tiras de madeira orientadas (Oriented Strand Board, ou OSB) ou por placas de gesso acartonado. Altamente sustentável, por usar aço, um produto 100%  reciclável e economizar até 80% de água na execução da obra, tem ainda preços competitivos e é muito seguro,  capaz de enfrentar as piores fúrias da natureza, uma vez que foi criado e implantado em países de ventos fortes e terremotos.

O sistema Light Steel Frame,  há muito tempo conhecido e utilizado na América do norte, na Ásia e em países da America Latina, como o Chile e o México,  começa a ter espaço no mercado brasileiro. Empresas líderes de mercado exterior, com  os maiores faturamentos provenientes da construção a seco, estão apostando no crescimento do LSF por aqui e se instalando pelo país, como é o caso Framecad, indústria  da Nova Zelândia,  em operação há 28 anos no mercado global e já opera no Brasil e demais países da América do Sul, com fôlego dos seus 75 milhões de dólares em faturamento anual.  Esta empresa conta com mais de 550 sistemas operando em mais de 68 países  é reconhecida como o sistema mais rápido do mundo em projetos de Light Steel Frame e é líder no mercado de engenharia de software e fabricantes de equipamentos.
Quem também está operando no Brasil, com excelentes resultados, é a A.D. Barbieri, que tem sede na Argentina,  está presente em 24 países e decidiu ampliar seus horizontes, instalando sua unidade brasileira em 2011. A tecnologia de fabricação, única na América Latina, garante ao mercado brasileiro uma oferta de perfis de aço galvanizado de altíssima qualidade, a preços competitivos, satisfazendo amplamente a demanda crescente destes produtos.

Outra importante empresa do setor, A LP Building Products, possui fábricas nos EUA, Canadá e Chile e entrou em operação no Brasil em novembro de 2008, contando com mais de 20 unidades fabris. São mais de 30 anos de experiência e tradição na produção de painéis OSB. A empresa fabrica e comercializa uma linha completa de produtos para a construção framing, tornando o método, que oferece vantagens significativas como a economia de tempo e material, ainda mais atraente para o construtor brasileiro. A LP Brasil já conta com uma rede que disponibiliza seus produtos em mais de 800 cidades brasileiras.

Com o pé firme no mercado Brasileiro está também a A USG (United States Gypsum), companhia americana com sede em Chicago/ Illinois – EUA, é a maior e mais tradicional empresa do mundo no segmento e inventora de importantes produtos como as placas de gesso para drywall, cimentícia para light steel framing, perfis de aço leves, entre outros.  Está presente em 140 países, tem 9 mil colaboradores e fatura 5 bilhões de dólares por ano.

No Brasil, a gigante Votorantim, tem a sua divisão Metais e já se insere neste segmento como fornecedora do zinco que recobre os perfis LSF. A Votorantim Metais  apoia o desenvolvimento do setor e tem trabalhado para a disseminação da informação para os profissionais desta cadeia produtiva. E a Eternit se orgulha  por ser uma das primeiras indústrias a difundir, com seus produtos, o Steel Framing no Brasil. Desde a Placa Cimentícia Prensada, com a qual trabalham desde a década de 70, criaram tendência, que vem sendo seguida por muitas outras industrias.

Com tantos gigantes investindo no setor, o Light Steel Framing cresce em aplicação em residências unifamiliares, além de creches, escolas, galpões, lojas comerciais, alojamentos de obras e em diversas tipologias. Outro nicho que ganha força é o de vedação de fachadas em shopping centers, edificações industriais e edifícios comerciais e de habitação, em que se pode substituir a alvenaria e o concreto.

O LSF ganha seu espaço no mercado da construção, mas o grande desafio ainda é mostrar ao consumidor final que esta não pode ser só uma alternativa, mas a grande opção na hora de construir.